Petit Gateau de Doce de Leite

A pedidos do meu amigo Pedro e para o terror do projeto verão das meninas, a sobremesa do jantar foi um petit gateau de doce de leite, do qual já falava quando trabalhávamos juntos e que ele PRECISAVA  experimentar.

Como muitos sabem, o petit gateau nada mais é que um bolinho semi-assado e a única dificuldade do preparo é justamente esta, acertar o ponto de tirar o doce do forno para que esteja assado e cru ao mesmo tempo.

A minha receita original era de chocolate mas como já havia comido petit gateau de doce de leite resolvi variar e daí muitos outros tipos também surgiram como o de goiabada com calda de catupiry, o de doce de abóbora e o de chocolate viagra dosage instructions de limão. Todos absolutamente deliciosos!!! Basta substituir o doce de leite pelos outros doces cremosos.

 

100 gr de manteiga
200 gr de doce de leite
2 gemas
2 ovos inteiros
1/2 xíc de farinha de trigo peneirada
1/4 de xíc de açúcar (a receita original leva 1/2 xíc, mas na minha opinião fica muito doce)
1 colher de chá de essência de baunilha
Canela e açúcar de confeiteiro para decorar

Modo de preparo:

Derreta o doce de leite e a manteiga por 1 minuto no microondas e misture até que se incorporem. Deixe esfriar um pouco e acrescente as 2 gemas e os 2 ovos inteiros, mexa até obter uma mistura homogênea. Acrescente a farinha e o açúcar, mexa e por fim coloque a essência de baunilha.

Distribua a massa em forminhas de empada ou de cupcakes (rende por volta de 8  forminhas), eu uso forminhas de silicone que são além de ser uma graça são muito práticas na hora de desenformar, além de não precisar untar. No dia do jantar fiz duas receitas então para completar usei forminhas de empadinha também.

**Eu gosto de polvilhar um pouco de canela em cima das forminhas já preenchidas com a massa, dá um toque especial no gosto do bolinho depois.

Leve-as ao forno pré-aquecido a 200º e deixe que assem por volta de 8-10 minutos. Sugiro que faça um teste com um bolinho primeiro pois este tempo pode variar de acordo com o forno e a forminha.
Para decorar polvilhe açúcar de confeiteiro por cima e coloque uma bola de sorvete para acompanhar.

Os bolinhos que sobrarem podem ser congelados para serem assados em outro dia! Só fique atento que eles congelados levam um tempo maior para assarem!

Boa sorte!!!!

Share

Tags: ,

Inscreva-se

Receba as novidades do DFB diretamente em seu e-mail.

  • Pedro Wagner

    Ro, qdo seus leitores provarem essa gostosura vao concordar que é o melhor doce do mundooo!

  • http://www.referindo.blogspot.com Renata

    ro,
    ontem comi de sobremesa um de goiabada c catupiry no emporio sta maria, achei o bolinho muito aerado, prefiro mais consistente.
    eu queria muito aprender a fazer, eu somente substituo a goiabada?
    me manda a receita, plsss
    bjs
    Re

  • Fernanda

    meeeeel deeeeeeeels a MELHOR sobremesa do mundo Ro!!!!!!
    bjo grande

  • http://dafeiraaobaile.wordpress.com Rô Julião

    Re!!! É sim, você substitui o doce de leite por goiabada cremosa. Eu costumo usar aquele “doce de goiaba” pastoso da marca doces david, porque goiabada molilnha geralmente é mais dificil de achar. Vende no pão de açucar, santa luzia e etc.
    Depois me conta se deu certo! Bjs

  • http://dafeiraaobaile.wordpress.com Rô Julião

    Ahhhh thanks Fe!!! Qdo vc vier de POA vou fazer para vc matar a saudade!!

  • Pati

    Ola… conheci teu blog ha pouco, e estou encantada com a tua criatividade e coragem…
    Sou estudante quase formada em gastronomia, e queria te acrescentar algo, se me permites… para te aprimorar o sabor…
    a técnica clássica do petit gateau, é um pouco diferente, pouca coisa mesmo, mas q faz uma super diferença no produto final….
    Essa história de meio assado meio cru… não é a correta… pq ñ se pode servir massa crua para um cliente ( estou falando comercialmente, ok?)
    De acordo com a técnica clássica, o correto, seria fazer um ganache do sabor desejado, deixalo congelar ( em forminhas de gelo mesmo, depende do tamanho da preparação), e aí sim, se prepara a massa do gateau, e ao levar ao forno, coloca-se uma porção deste ganache congelado dentro…. é um pouco mais trabalhoso, lógico,,, mas fica absurdamente gostoso, e mais “honesto” com o cliente.
    Não estou criticando em nada o teu trabalho, inclusive te parabenizo pelo blog e pela iniciativa em trabalhar com eventos ( só quem tá ali ralando num fogão sabe o valor q tem), estou apenas dividindo o que aprendi….
    um abraço

  • Anônimo

    Pati,

    Mto obrigada pelo comentario!
    Peguei esta receita do livro da Carla Pernambuco e sempre ouvi que o petit gateau foi um bolinho que deu “errado”, ou seja, que foi tirado do forno antes do tempo e ficou com o meio mole. Todo mundo gostou e dai surgiu! Mas agora que to estudando fiquei mesmo pensando nisso outro dia! Que servir com o meio ainda um pouco cru nao seria mto “correto” mesmo… Mas nunca tinha visto nenhuma receita que incluisse um recheio! Adorei a dica e vou testar! Da certo para varios sabores?
    Obrigada pela dica e ja nao vejo a hora das aulas de confeitaria comecarem! Boa sorte para vc! Realmente nao escolhemos um ramo fácil..
    Obrigada pela visita, é sempre bom receber comentarios como o seu e aprender mais! Bjs Roberta
    Enviado do meu BlackBerry® da TIM